igreja cristã maranata – sequestradores de almas que pedem um preço alto por elas sendo que Jesus já o pagou. Até quando meu Deus!

Casa de loucos, prisão de mentes, ladrões que roubam a liberdade de ser quem se é, implacáveis ditadores de regras absurdas conduzindo à obediência através do medo, sequestradores de almas que pedem um preço alto por elas sendo que Jesus já o pagou. Até quando meu Deus! O mundo jáz no maligno e é por isso que a icm continua, e continua, e continua….não só ela como tantas outras, a diferença é que ela está em guerra contra ela mesma, pastores puxando o tapete de outros pastores e, um reino dividido não subsiste, logo vem a ruína…enquanto isso, os enganados sofrem, e como sofrem….
.

Interessante, Graci, que o icemita intoxicado com a heresia maranática não consegue ver. O Ricardo, por exemplo, entra e fala: “não vejo nada de cristão por aqui” porque ele está olhando para as nuvens…

Nos artigos aparecem apelos corajosos e sinceros; os que padeceram (e ainda padecem) sofrimentos nas mãos de pastores representantes do PES deixam depoimentos como os seus; icemitas enfatuados não conseguem contraditar o que escrevemos e se algum deles imagina fazer a “defesa da obra” nada conseguem.

Olhares sérios, o seu e o de outros cooperadores deste Site, alcançam a condição da crédula que espera no cumprimento da falsa profecia (que absurdo!); os desacertos das heresias e profecias que destroem as pessoas; e os desesperados com erros grosseiros dos pastores. Mas Ricardo não vê e nos condena…

Pode até parecer que o seu comentário veio em resposta ao anterior, no caso, o do Ricardo; mas não foi assim: apesar os horários diferentes, ambos estavam aguardando aprovação e foram publicados ao mesmo tempo.

Por conseguinte, a diferença está no olhar de cada um: Ricardo, já disse, é daqueles enfatuados icemitas que olham para as nuvens e diz: “Obra maravilhosa!” E com o nariz empinado: vocês precisam de “serem renovados na alegria da salvação”. Como quem diz: não olhem a dor da mulher… afinal ela está errada, morrendo e sem comunhão.

Pobreza! Como o Adriano falou: “ele não entendeu o básico da Graça”.

fonte: http://cavaleiroveloz.com.br/index.php/2011/10/se-alguem-chega-espalhando-a-morte-fuja/

Sobre cavaleiroveloz

Porque, se tomarmos parte no sofrimento de Cristo, também tomaremos parte na Sua glória
Esse post foi publicado em Testemunhos de obreiros, servos, pastores, diaconos e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s